✠ A única forma de se livrar de seus medos é fazer filmes sobre eles ✠

segunda-feira, 30 de março de 2009

FILMAGENS DE DAMBALLAH NEGRA.

Domingo, 29 de março de 2009, 6:00 da matina.
Meus olhos parecem uma grotesca sopa de remelas, mas temos que ir à estação Jabaquara para buscar a galera da Corvo Produções e Casa da Dor pra iniciar as filmagens de "Damballah Negra"... ah, como eu queria poder dormir mais um pouco...

Domingo, 29 de março de 2009, 8:00.
Estamos travados dentro de um ônibus e recebemos a notícia de que J.J. perdeu a hora e que vai atrasar. Continuo com sono mas sigo re-escrevendo (pela 3° vez!!!) o roteiro dentro do ônibus, pois na noite anterior, Marcos T. R. Almeida "surtou" e falou que o filme tinha que sair em um só dia, pois o elenco tava até o pescoço de "obrigações sociais" (filhos, emprego, colégio) e o único dia em que todos estariam reunidos seria aquele... depois só em Julho. Minha úlcera dói.

Domingo, 29 de Março de 2009, 9:30.
Todos já estão reunidos no ponto e J.J. parece ter sido abduzido, pois não o achamos em parte alguma do terminal. Das redondezas do terminal aos seus "inesquecíveis" banheiros e junk foods, começamos a procurar o Wally enquanto Getúlio "Scooby" anotava telefones pouco confiáveis... No final o encontramos perto das catracas e seguimos para o ônibus que, por glória divina, não estava cheio.

Domingo, 29 de Março de 2009, 10:40.
Parada básica no supermercado. Muito pão, frios, refrigerante, água e cervejinhas. Queremos mortos na produção, mas não mortos de fome!!!

Domingo, 29 de Março de 2009, 11:00.
Casa da Raven. A cama vira um Everest de mochilas e a cozinha uma cantina escolar. Como um sanduba de queijo enquanto preparo a mochila sagrada "Não se Aproxime! Loucos filmando!" com os galões de sangue e as bombas de pressão. Na sala, o pessoal começa a organizar o resto do material de filmagem.

Domingo, 29 de Março de 2009, 11:20.
Chegamos na clareira do "Monte Nefertiti" (sente a classe!!!) e Alexandre Tiossi Ribeiro, Marcos Almeida e eu começamos a separar os papéis aos atores do curta, enquanto R.Raven preparava as maletas de FX e o Sabá (Lucio Cipriano) montava a barraca de acampamento, que serviu tanto como parte do cenário quanto para depósito e recito para rápidas cochiladas...

Domingo, 29 de Março de 2009, 12:00.
Meu estômago já reclamava uma companhia para aquele sanduiche e ainda não tínhamos filmado nada. Depois da seleção dos papéis Marcos Almeida nos encorajou com um "Agora é cada um por si..." e começamos a primeira tomada. Fora o elenco e a produção, várias pessoas do bairro vieram assistir as filmagens e eu morria de medo de não ter criado um bom (e rápido) roteiro para as filmagens do dia.

Domingo, 29 de Março de 2009, 13:00.
As filmagens seguiram perfeitas e sem muitas tomadas, o que era bom pois a bateria da filmadora só ia durar mais ou menos uma meia hora e era quase uma romaria ir da trilha até a casa da Raven e se não fossem os pivetes com suas bicicletas iríamos morrer de sede antes de morrer nas filmagens.

Domingo, 29 de Março de 2009, 14:00.
Odiei o resultado da minha voz nas tomadas do making-off, parece de desenho animado. Vou contratar um dublador para quando editarem o DVD... HEHEHEHEHEHEEH!!!

Domingo, 29 de Março de 2009, 14:15.
Apareceu uma família de macacos com um pai um tanto desconfiado e uma mãe e seu filhote nas costas no set de filmagens e o pessoal resolveu colocar a tomada como parte do filme. Ainda bem que não fomos inspirados por "Cannibal Holocaust"!!!

Domingo, 29 de Março de 2009, 14:30.
Começaram as tomadas com as maquiagens. R.Raven organizava o pessoal enquanto eu maquiava um Sabá endemoniado. Como o tempo era curto não podíamos fazer um trabalho mais complexo (que poderia durar cerca de 1 hora) e optamos só por trabalhar marcas de sombras e um pouco de sangue.

Domingo, 29 de Março de 2009, 14:45.
Depois de ter tomado um golpe de jiu-jitsu demoníaco do Sabá antes do tempo da tomada, foi a vez de Wendy Portilla entrar na maquiagem, todos empolgados para ver o resultado da bombinha de sangue.
No teste esguichou que foi uma beleza... é, só no teste!!!

Domingo, 29 de Março de 2009, 15:00.
Fora os problemas com as bombinhas ejetoras de sangue as filmagens seguiram sem maiores preocupações a não ser pelas eventuais "aparições" de evangélicos que utilizam o lugar para as suas orações mas não naquele dia, pois naquela tarde o Monte Nefertiti estava dominado pelo espírito da Damballah Negra...

Domingo, 29 de Março de 2009, 15:30.
Devemos ter infartado uma meia dúzia de beatas nas cenas dos gritos de Daia. A acústica natural da clareira ajudou bastante já que o áudio da filmadora de Alexandre Tiossi era interno. A fome começou a dar olhares estranhos à equipe mas novamente fomos salvo pela equipe de "bicicleteiros" que estavam assistindo as filmagens.

Domingo, 29 de Março de 2009, 16:00.
O sol começava a rarear e tínhamos que apressar as coisas. A tensão começava a aparecer mas sempre ocorria alguma coisa pra fazer todos desabarem de rir e uma delas foi Marcos Almeida com dó de matar o Sabá possuído... foi tocante, mas custou alguns minutos de filmagens. A bateria da câmera começava a dar sinais de cansaço e nós também.

Domingo, 29 de Março de 2009, 16:40.
A cena da morte do Sabá demorou três tomadas. Se não era o sangue no lugar errado era a falta dele. Usamos uns dois galões pequenos de sangue nas filmagens e aposto que vai ter bastante gente "tingindo a porcelana" de vermelho por uns dias.

Domingo, 29 de Março de 2009, 17:00.
Uma perseguição no estilo "Evil Dead", uma queda na lama (real!) e mais um grito de Daia para a alegria dos crentes e as filmagens chegam ao fim juntamente com a bateria da câmera. A equipe de direção do curta havia separado um papel especial (e de improviso) para J.J., que esqueceu o figurino e não podia sujar a sua roupa e novamente corremos feito loucos para pensar em como utilizar aqueles preciosos segundos que ainda haviam na carga da filmadora. Então surgiu "O Estranho", um cara que aparece do nada e finaliza o curta. Futuramente podemos encaixar o personagem numa espécie de "Damballah Negra Zero".

Domingo, 29 de Março de 2009, 17:30.
Toda a galera segue rumo à casa de R.Raven para um merecido banho mas não antes de assustar os trausentes e motoristas com as roupas e corpo cobertos de sangue. Num barzinho, uma tiazinha bêbada olha para Wendy bebendo um contini e solta uma frase clássica, "Ai, môço. Ela num precisa de pinga...precisa de um médico!".

Domingo, 29 de Março de 2009, 17:45.
Com o elenco devidamente lavado e arrumado, novas cervejas são abertas e Alexandre prepara a câmera para vermos o resultado na televisão. Todos aguardavam o grito de Daia e o quase-cult "Deu merda!!!" de Marcos T. R. Almeida, mas o cabo não alcançava o aparelho de som e assistimos sem áudio mesmo.

Domingo, 29 de Março de 2009, 18:00.
Final das operações. Acho que batemos um recorde de filmagens trash.
Materiais são organizados e endereços, trocados. As filmagens duraram quase 10 horas e em breve estará o curta estará a disposição neste blog para download parcial. Um grande abraço a todos os que acreditaram no projeto (bandas, blogs, sites, amigos) e avisamos desde já que a Fraternidade do Medo não vai parar por aqui, pois nossos porões de idéias jamais estão vazios.

VALEU...
\m/

1° TRAILER (um pouco melhor que o anterior)

3 comentários:

M. D. Amado disse...

Precisa dizer que o Estronho está às ordens para divulgação?

Juvenatrix disse...

O trailer revisado ficou ótimo e o "Damballah Negra" já está no "Infernotícias"...
Estou ansioso para ver o resultado final...
Valeu "Fraternidade do Medo"...

Dimitrius disse...

Quando vai sair o filme???

Postar um comentário

© Fraternidade do Medo - Template by Blogger Sablonlari